O grafite quer sair do muro (e ir ao encontro das pessoas)

Os gêmeos no Viaduto do Glicério Рsão Paulo.
Muito criativos, como de h√°bito.

gemeos-w21-mercurion

Destas duas mentes transbordam todas as cores e sabores da imagina√ß√£o. L√° tudo √© poss√≠vel e qualquer sonho se torna realidade. A inspira√ß√£o para tantos desenhos e f√°bulas m√°gicas vem da forma com que a dupla Gustavo e Ot√°vio Pandolfo, conhecidos como OSGEMEOS,refletem em seu interior a realidade e a fantasia que lhes rodeiam. Cada pequeno detalhe, porque s√£o atrav√©s deles que suas obras assumem esta forma j√° t√£o reconhec√≠vel, s√£o componentes importantes na cria√ß√£o do mundo fant√°stico, cheio de hist√≥rias cotidianas em forma de poesia. O mundo encantado em que vivem todos os seus personagens e que funciona como a janela da alma √ļnica dos irm√£os g√™meos √© repleto de uma mistura harmoniosa entre realismo e fic√ß√£o. Suas hist√≥rias dan√ßam entre dois importantes pilares. O olhar sonhador que possibilita a materializa√ß√£o de um mundo cheio de fantasias e suas cr√≠ticas incisivas sobre as dificuldades enfrentadas por tantos cidad√£os espalhados pelo mundo,vitimas de um modelo socioecon√īmico que se encontra em grande transforma√ß√£o. Dessa uni√£o nascem obras que invocam um universo l√≠rico e cria√ß√Ķes que mesclam ambas proje√ß√Ķes, como se os p√≥prios personagens m√°gicos criticassem com olhos inocentes toda a discrep√Ęncia que existe nesta sociedade.??(…)

Por Ana Carolina Ralston
(1974 – S√£o Paulo, Brasil)


Postado em Arte em .

2 ideias sobre “O grafite quer sair do muro (e ir ao encontro das pessoas)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *