Interação e interatividade

Embora o Facebook seja a estrela das redes sociais e os n√ļmeros justificam esta posi√ß√£o, o Twitter vem se mostrando como a ferramenta que mais “estragos” causa. O Twitter na verdade √© menos uma rede social e mais uma rede de informa√ß√Ķes em tempo real. Al√©m de um distribuidor descentralizado de informa√ß√Ķes.

Como rede de informa√ß√Ķes em tempo real, o Twitter tira da imprensa tradicional a primazia do “furo” e coloca em cena a testemunha ocular (em tempo real). Estamos falando em interatividade.

Como distribuidor descentralizado de informa√ß√Ķes, que permite via curadoria, ser entendido como uma ferramenta de m√≠dia, um novo modo de se fazer jornalismo. Proliferam as ferramentas que permitem a Integra√ß√£o de informa√ß√Ķes de diferentes fontes com curadoria, dando um formato similar a revista ou jornal. Estamos falando, aqui, de Integra√ß√£o.

O Facebook pode também ser a plataforma onde estas atividades se consolidam, multiplicando os efeitos de rede. Nossa página no Facebook busca ser um laboratório nesta direção.

SM_gestao_de_comunidades

 

http://gigaom.com/2012/06/12/why-traditional-media-should-be-afraid-of-twitter/

 

Conheça e curta a página da W21Mercurion no Facebook, onde assuntos ou temas que fazem parte (direta ou indiretamente) das nossas atividades: tecnologia, Internet, design, arte, fotografia, mídias sociais, mobile, tendências e comportamentos são citados a partir de fontes da Internet para formar um corpo coerente. Diferentes tempos, diferentes temas, diferentes fontes, conversando sincronicamente, organizados de forma singular mas permitindo uma leitura plural. Quase uma revista e possivelmente o mesmo conceito.
O conte√ļdo n√£o √© um ponto de partida mas um ponto de chegada.

 


Postado em Integração, Interatividade, Redes Sociais, tendências e com a tag , , , , , em .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *