O mundo no bolso (ou na bolsa)

Telefones celulares já são tão poderosos como os computadores pessoais (desktops ou notebooks). Isto faz da portabilidade uma coisa irresistível e portanto irreversível.
O mundo no bolso (ou na bolsa).
A capacidade computacional cresce a uma alucinante curva exponencial. Dobra a capacidade a cada 18 meses. É a Lei (empírica) de Gordon Moore. Isto faz com que os novos telefones celulares tenham capacidade de processamento igual aos computadores pessoais de 2 ou 3 anos atrás.
Depois que os telefones celulares deixaram de ser apenas telefones e se tornaram quase-computadores, com portabilidade, e permanentemente conectados à Internet, o mundo  está no bolso (ou na bolsa). E de quase todos.

 

ENIAC

ENIAC

 

 

 

 

 

 

 

Conheça e curta a página da W21Mercurion no Facebook, onde assuntos ou temas que fazem parte (direta ou indiretamente) das nossas atividades: tecnologia, Internet, design, arte, fotografia, mídias sociais, mobile, tendências e comportamentos são citados a partir de fontes da Internet para formar um corpo coerente. Diferentes tempos, diferentes temas, diferentes fontes, conversando sincronicamente, organizados de forma singular mas permitindo uma leitura plural. Quase uma revista e possivelmente o mesmo conceito.
O conteúdo não é um ponto de partida mas um ponto de chegada

 

 

 


Postado em Mobile, Mobilidade, Tecnologia e com a tag , , , , , em .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *