Um itapetiningano, cubista, modernista, (quase) na Semana de 22

Antonio Gomide estuda artes plásticas em Genebra, para onde sua família havia se transferido em 1913. Na Suíça, estuda com Ferdinand Hodler e Gillard, na Academia de Belas Artes de Genebra. Frequenta também a Escola de Comércio dessa cidade, onde conhece o crítico de arte Sérgio Milliet. Realiza contínuas viagens pela Europa, frequentando os ateliês de Picasso, Braque, Lhote e Severini.

Fixa-se definitivamente no Brasil em 1929, associando-se rapidamente ao movimento de renovação das artes plásticas, preconizado com a Semana de Arte Moderna de 1922, ao lado de Anita Malfatti, Di Cavalcanti e outros. Foi membro-fundador da Sociedade Pró-Arte Moderna (1932). Participou do Salão dos Independentes de Paris, da I exposição de Arte Moderna e da I Bienal Internacional de São Paulo (1951).

Fonte: Wikipedia

Pierrot e Colombina

Pierrot e Colombina

Conheça e curta a página da W21Mercurion no Facebook, onde assuntos ou temas que fazem parte (direta ou indiretamente) das nossas atividades: tecnologia, Internet, design, arte, fotografia, mídias sociais, mobile, tendências e comportamentos são citados a partir de fontes da Internet para formar um corpo coerente. Diferentes tempos, diferentes temas, diferentes fontes, conversando sincronicamente, organizados de forma singular mas permitindo uma leitura plural. Quase uma revista é possivelmente o mesmo conceito.
O conteúdo não é um ponto de partida mas um ponto de chegada

 

 


Postado em Arte, Pintura e com a tag , em .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *