Derek Ridgers e os anos pós-punk (Londres 1978/1987)

A segunda metade dos anos 70 já não tinha mais nada dos anos 60. Apenas a herança de algumas liberdades conquistadas. E nenhum dos sonhos ingênuos dos 60. Nada de paz e amor; sorriso, amor e flor; sleeping in bag. Nem bata indiana.
O rock já não queria ser mais música erudita e alguns (bem poucos) acordes básicos eram suficientes.
A cultura de massa já dava sinais que iria para a UTI.
O comportamento já não almejava ser coletivo, mas de “gangs” (ou grupos). Era o início da segmentação. E ainda nem existia a Internet/Web.

Via Juxtapoz.

 

Derek Ridgers_w21mercurion

 

Conheça e curta a página da W21Mercurion no Facebook, onde assuntos ou temas que fazem parte (direta ou indiretamente) das nossas atividades: tecnologia, Internet, design, arte, fotografia, mídias sociais, mobile, tendências e comportamentos são citados a partir de fontes da Internet para formar um corpo coerente. Diferentes tempos, diferentes temas, diferentes fontes, conversando sincronicamente, organizados de forma singular mas permitindo uma leitura plural. Quase uma revista é possivelmente o mesmo conceito.
O conteúdo não é um ponto de partida mas um ponto de chegada.


Postado em Cultura, Fotografia e com a tag , em .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *