Eu sou eu

A fotografia diz respeito à imobilidade e ao tempo.
Revela algumas coisas e esconde outras: a fotógrafa Raquel Brust, por exemplo.
Estas hiperfotografias ocuparam o espaço do Minhocão (Elevado Costa e Silva) em São Paulo.
Os “revelados” tem rela√ß√£o com a regi√£o e interagem fotograficamente com a arquitetura da cidade, como interagem com esta mesma arquitetura, fisicamente, no seu-dia-a-dia. Esta √ļltima Intera√ß√£o, no entanto, n√£o √© percebida por ningu√©m, ou por muito poucos.
Enquanto a fotogr√°fica ……….
O Projeto Giganto borra os limites entre a documentação e uma narrativa político-sentimental (dos moradores inapercebidos desta região degradada), por meio de uma Interação forçada, exercida pela ocupação inusual e monumental do mobiliário urbano.

Raquel Brust_w21mercurion

 

Conheça e curta a página da W21Mercurion no Facebook, onde assuntos ou temas que fazem parte (direta ou indiretamente) das nossas atividades: tecnologia, Internet, design, arte, fotografia, mídias sociais, mobile, tendências e comportamentos são citados a partir de fontes da Internet para formar um corpo coerente. Diferentes tempos, diferentes temas, diferentes fontes, conversando sincronicamente, organizados de forma singular mas permitindo uma leitura plural. Quase uma revista é possivelmente o mesmo conceito.
O conte√ļdo n√£o √© um ponto de partida mas um ponto de chegada.


Postado em Fotografia, instala√ß√£o, Integra√ß√£o, Street art / interven√ß√Ķes urbanas e com a tag , , , em .

3 ideias sobre “Eu sou eu

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *