A casa de Mondrian

O arquiteto e ilustrador italiano Federico Babina se apropria do léxico e da sintaxe de conhecidos artistas (Picasso, Dali, Mondrian, Richard Serra, etc.) e de posse desta “caixa de ferramentas”, desenha edifícios. Explorando estas linguagens visuais numa brincadeira arquitetônica. Como se estes artistas fossem arquitetos e desenhassem casas, edifícios, museus.

Federico-Babina_W21mercurion

 

Conheça e curta a página da W21Mercurion no Facebook, onde assuntos ou temas que fazem parte (direta ou indiretamente) das nossas atividades: tecnologia, Internet, design, arte, fotografia, mídias sociais, mobile, tendências e comportamentos são citados a partir de fontes da Internet para formar um corpo coerente. Diferentes tempos, diferentes temas, diferentes fontes, conversando sincronicamente, organizados de forma singular mas permitindo uma leitura plural. Quase uma revista é possivelmente o mesmo conceito.


Postado em Arquitetura, Design gráfico e com a tag , em .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *