Maravilhas do construtivismo cubo-futurista russo

Lyubov Sergeyevna Popova, russa que morreu de febre amarela em 1924, fez parte dos rebelionários multimídia do construtivismo cubo-futurista russo. Que antecedeu à Revolução de 1917 (e a antecipou formalmente) e que foi posteriormente sufocada por Stálin e seu babaca Realismo Socialista.
Um dos períodos mais criativos da história e influência decisiva para as artes contemporâneas.
Pintora cubista emblemática, nos interessa, no entanto, suas criações para os produtos industriais (design) que a expectativa de um novo mundo fomentavam.

1922

1922

Conheça e curta a página da W21Mercurion no Facebook, onde assuntos ou temas que fazem parte (direta ou indiretamente) das nossas atividades: tecnologia, Internet, design, arte, fotografia, mídias sociais, mobile, tendências e comportamentos são citados a partir de fontes da Internet para formar um corpo coerente. Diferentes tempos, diferentes temas, diferentes fontes, conversando sincronicamente, organizados de forma singular mas permitindo uma leitura plural. Quase uma revista é possivelmente o mesmo conceito.
O conteúdo não é um ponto de partida mas um ponto de chegada.


Postado em Construtivismo, Cultura, Design gráfico e com a tag , , em .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *