Arquivo mensais:fevereiro 2015

A comunicação do museu (MoMA)

A sofisticada comunicação visual das produções do Museu de Arte Moderna de Nova York (MoMA). Absolutamente fiel à sua história racional e construtivista.

tim burtom_moma_w21mercurion

 

Conheça e curta a página da W21Mercurion no Facebook, onde assuntos ou temas que fazem parte (direta ou indiretamente) das nossas atividades: tecnologia, Internet, design, arte, fotografia, mídias sociais, mobile, tendências e comportamentos são citados a partir de fontes da Internet para formar um corpo coerente. Diferentes tempos, diferentes temas, diferentes fontes, conversando sincronicamente, organizados de forma singular mas permitindo uma leitura plural. Quase uma revista é possivelmente o mesmo conceito.


Postado em Arte, Design gráfico e com a tag em .

O melhor do Millôr

Anarquia é apenas uma proposta social em que você
dá ao palhaço a administração do circo.
(E quase sempre ele é muito bem sucedido.)

Millor 100+100
Instituto Moreira Sales

 

Millor_anarquia-001 (3)

 

Conheça e curta a página da W21Mercurion no Facebook, onde assuntos ou temas que fazem parte (direta ou indiretamente) das nossas atividades: tecnologia, Internet, design, arte, fotografia, mídias sociais, mobile, tendências e comportamentos são citados a partir de fontes da Internet para formar um corpo coerente. Diferentes tempos, diferentes temas, diferentes fontes, conversando sincronicamente, organizados de forma singular mas permitindo uma leitura plural. Quase uma revista é possivelmente o mesmo conceito.

 


Postado em Sem categoria em .

Mensagens recorrentes

2015 – 100 anos de Cortázar
Ultimo Round – 1969

 

Na terceira vez em que ao acender um cigarro abriu a caixa de fósforos ao contrário e os palitos se esparramaram pelo solo com a minuciosa desordem que caracteriza estes úteis objetos nestas circunstâncias, Polanco compreendeu que algo grave se passava com ele e que faria bem consultar o psicanalista.

Cortázar - por Pol Bury

Cortázar – por Pol Bury

Conheça e curta a página da W21Mercurion no Facebook, onde assuntos ou temas que fazem parte (direta ou indiretamente) das nossas atividades: tecnologia, Internet, design, arte, fotografia, mídias sociais, mobile, tendências e comportamentos são citados a partir de fontes da Internet para formar um corpo coerente. Diferentes tempos, diferentes temas, diferentes fontes, conversando sincronicamente, organizados de forma singular mas permitindo uma leitura plural. Quase uma revista é possivelmente o mesmo conceito.


Postado em Cultura, Literatura e com a tag , em .

Tomoo Gokita

Tomoo Gokita Japão

Tomoo Gokita
Japão

http://www.juxtapoz.com/current/in-the-magazine-tomoo-gokita

 

Conheça e curta a página da W21Mercurion no Facebook, onde assuntos ou temas que fazem parte (direta ou indiretamente) das nossas atividades: tecnologia, Internet, design, arte, fotografia, mídias sociais, mobile, tendências e comportamentos são citados a partir de fontes da Internet para formar um corpo coerente. Diferentes tempos, diferentes temas, diferentes fontes, conversando sincronicamente, organizados de forma singular mas permitindo uma leitura plural. Quase uma revista é possivelmente o mesmo conceito.

 

 


Postado em Design gráfico, Pintura e com a tag , em .

Por favor, não me olhe desse jeito!

Ava Bernardine

O erotismo cabeça (e bocas) de Ava Bernardine.

http://www.juxtapoz.com/erotica/reflect-upon-this-nudes-in-mirrors-by-alva-bernadine

Conheça e curta a página da W21Mercurion no Facebook, onde assuntos ou temas que fazem parte (direta ou indiretamente) das nossas atividades: tecnologia, Internet, design, arte, fotografia, mídias sociais, mobile, tendências e comportamentos são citados a partir de fontes da Internet para formar um corpo coerente. Diferentes tempos, diferentes temas, diferentes fontes, conversando sincronicamente, organizados de forma singular mas permitindo uma leitura plural. Quase uma revista é possivelmente o mesmo conceito.


Postado em Fotografia e com a tag em .

Walker Evans

Ane Harvey - 1937 Quem é Anne Harvey?

Ane Harvey – 1937
Quem é Anne Harvey?

O documental, objetivo, detalhista Walker Evans. Um dos vários fotógrafos que tiraram a fotografia do falso caminho das belas-artes, para o caminho da sua materialidade: imobilidade e tempo.
Conheça e curta a página da W21Mercurion no Facebook, onde assuntos ou temas que fazem parte (direta ou indiretamente) das nossas atividades: tecnologia, Internet, design, arte, fotografia, mídias sociais, mobile, tendências e comportamentos são citados a partir de fontes da Internet para formar um corpo coerente. Diferentes tempos, diferentes temas, diferentes fontes, conversando sincronicamente, organizados de forma singular mas permitindo uma leitura plural. Quase uma revista é possivelmente o mesmo conceito.
O conteúdo não é um ponto de partida mas um ponto de chegada


Postado em Arte, Fotografia e com a tag , , em .

Anos rebeldes

Nos interessa os anos 60, quando a comunicação é massivamente unidirecional (predomínio da TV aberta com poucos canais, 3 ou 4 revistas/jornais com tiragem enorme e cobertura nacional).
A mídia de massa por excelência.
De uma maneira mais ou menos única de se comportar, surge uma geração rebelde, que contesta o estabelecido. A forma e o conteúdo do estabelecido. Modificando definitivamente a maneira de se sentir e pereceber as coisas.
Os anos 60 (no ocidente capitalista) mudaram o mundo.
Tudo muito diferentes dos tempos atuais onde a informação é multidirecional. Onde eu compartilho, tu compartilhas, ….., eles compartilham.
Da mídia de massa para uma massa de mídias.
Que estética e comportamentos se produzirão a partir desta massa de mídias?

Janis Joplin - 1969

Janis Joplin – 1969

Conheça e curta a página da W21Mercurion no Facebook, onde assuntos ou temas que fazem parte (direta ou indiretamente) das nossas atividades: tecnologia, Internet, design, arte, fotografia, mídias sociais, mobile, tendências e comportamentos são citados a partir de fontes da Internet para formar um corpo coerente. Diferentes tempos, diferentes temas, diferentes fontes, conversando sincronicamente, organizados de forma singular mas permitindo uma leitura plural. Quase uma revista é possivelmente o mesmo conceito.
O conteúdo não é um ponto de partida mas um ponto de chegada.

 

 


Postado em Comportamento, Cultura, Internet/Web, música, Redes Sociais e com a tag , , , , em .

2015 – Centenário de Julio Cortázar

Ven a dormir conmigo: no haremos el amor, él nos hará.

Julio Cortázar

image
Conheça e curta a página da W21Mercurion no Facebook, onde assuntos ou temas que fazem parte (direta ou indiretamente) das nossas atividades: tecnologia, Internet, design, arte, fotografia, mídias sociais, mobile, tendências e comportamentos são citados a partir de fontes da Internet para formar um corpo coerente. Diferentes tempos, diferentes temas, diferentes fontes, conversando sincronicamente, organizados de forma singular mas permitindo uma leitura plural. Quase uma revista é possivelmente o mesmo conceito.
O conteúdo não é um ponto de partida mas um ponto de chegada


Postado em Cultura, Literatura e com a tag , em .

Os Gêmeos

Eles já transcenderam os muros. E o grafite.
Já estabeleceram uma linguagem própria. Reconhecível.
Uns “retirantes” fabulosos (de fábula). Com seus olhares desconcertantes diante de uma realidade para a qual não conseguem fazer uma leitura adequada. São meio desajustados. Meio marginalizados.
São Cronópios e Famas.
Uma escritura delirante (mas não difícil), para uma leitura sobre o incômodo.

Nova Iorque

Nova Iorque

Conheça e curta a página da W21Mercurion no Facebook, onde assuntos ou temas que fazem parte (direta ou indiretamente) das nossas atividades: tecnologia, Internet, design, arte, fotografia, mídias sociais, mobile, tendências e comportamentos são citados a partir de fontes da Internet para formar um corpo coerente. Diferentes tempos, diferentes temas, diferentes fontes, conversando sincronicamente, organizados de forma singular mas permitindo uma leitura plural. Quase uma revista é possivelmente o mesmo conceito.
O conteúdo não é um ponto de partida mas um ponto de chegada.

 


Postado em Arte, Pintura, Street art / intervenções urbanas e com a tag , , , em .

Saída à francesa

A França tem mostrado um conjunto de artistas que fazem efetivas intervenções urbanas (street art). Utilizam o “mobiliário” urbano como parte integrante e definidor do processo de criação.
São temas simples, como convém a um público passante, sem nenhum interesse específico. Porém cheio de humor e charme. Um pequeno detalhe para fazer o dia mais feliz. Uma forma de minimalismo?
Como são as intervenções da Sandrine Estrade Boulet. E como é o caso deste do oakoak. Ambos nossos velhos conhecidos.
Este descompromisso sofisticado, muito francês, também encontramos na música de ZAZ, que mantém um diálogo vivo com este tipo de intervenção urbana.

 

Street-Art-by-Oakoak-1

 

Conheça e curta a página da W21Mercurion no Facebook, onde assuntos ou temas que fazem parte (direta ou indiretamente) das nossas atividades: tecnologia, Internet, design, arte, fotografia, mídias sociais, mobile, tendências e comportamentos são citados a partir de fontes da Internet para formar um corpo coerente. Diferentes tempos, diferentes temas, diferentes fontes, conversando sincronicamente, organizados de forma singular mas permitindo uma leitura plural. Quase uma revista é possivelmente o mesmo conceito.
O conteúdo não é um ponto de partida mas um ponto de chegada.


Postado em Design gráfico, música, Street art / intervenções urbanas e com a tag , , , em .