O showroom é show, mas não é venda.

A medida em que o comércio eletrônico se populariza e se torna parte do quotidiano, consumidores cada vez mais experimentam produtos em loja física e compram em loja virtual.
Preço e conveniência são os fatores principais para este comportamento.
Como existe no mundo digital a tendência de que um leva tudo, lojas físicas dos mais variados tipos, marcas e localizações tendem a, indiretamente, trabalhar para o principal (o dominante) vendedor online.
O desafio é ter uma estratégia multicanal eficiente, consistente, para uma marca inspiradora. Ser real e virtual, tangível e intangível com competência.
Coisa nada fácil.

Real e virtual_w21mercurion

 

Conheça e curta a página da W21Mercurion no Facebook, onde assuntos ou temas que fazem parte (direta ou indiretamente) das nossas atividades: tecnologia, Internet, design, arte, fotografia, mídias sociais, mobile, tendências e comportamentos são citados a partir de fontes da Internet para formar um corpo coerente. Diferentes tempos, diferentes temas, diferentes fontes, conversando sincronicamente, organizados de forma singular mas permitindo uma leitura plural. Quase uma revista é possivelmente o mesmo conceito.
O conteúdo não é um ponto de partida mas um ponto de chegada.


Postado em Comércio Eletrônico, Integração, Interatividade, tendências e com a tag , , , em .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *