Curtíssima metragem – Cortázar para ler e ver os “filminhos” no celular

2015 – 100 anos de Cortázar
Ultimo Round – 1969

cortissimo metraje

Curtíssima metragem

Motorista de férias cruza as montanhas do centro da França, entediado fora da cidade e da vida noturna. A moça faz o gesto costumeiro pedindo carona, timidamente perguntou se em direção de Beaune ou Tournus. Na estrada umas palavras, bonito perfil rosto moreno raramente pleno rosto, laconicamente às perguntas triviais, olhando para as coxas nuas contra assento vermelho. No final de uma curva o carro sai para fora da estrada e se perde no mais espesso. De soslaio observa como cruza as mãos sobre a minissaia enquanto o terror gradualmente. Sob as árvores uma profunda gruta vegetal onde se poderá, salta para fora do carro, a outra porta e brutalmente pelos ombros. A moça olha como se não, se deixa sair para fora do carro, sabendo que na solidão da floresta. O braço em volta da cintura para arrastá-la através das árvores, arma de bolso e fronte. Depois a carteira, verifica bem cheia, de brinde rouba o carro que abandona a poucos quilômetros de distância sem deixar a menor impressão digital porque nessa profissão não pode se descuidar.

 

Conheça e curta a página da W21Mercurion no Facebook, onde assuntos ou temas que fazem parte (direta ou indiretamente) das nossas atividades: tecnologia, Internet, design, arte, fotografia, mídias sociais, mobile, tendências e comportamentos são citados a partir de fontes da Internet para formar um corpo coerente. Diferentes tempos, diferentes temas, diferentes fontes, conversando sincronicamente, organizados de forma singular mas permitindo uma leitura plural. Quase uma revista é possivelmente o mesmo conceito.
O conteúdo não é um ponto de partida mas um ponto de chegada.


Postado em Arte, Cinema, Literatura e com a tag , , em .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *