Arquivos da categoria: Comportamento

Kirk x Picard

Kirk x Picard
Republicanos x Democratas
Os estilos de lideran√ßa, caros aos americanos, e o sonho livre de “fazer a Am√©rica”. Mas na verdade, um mote f√°cil para ocupar um lugar no imagin√°rio do eleitor.
Nas elei√ß√Ķes, como no show business, there is no business like show business.
Mas pelo menos o nível é outro.

https://www.washingtonpost.com/blogs/the-switch/wp/2015/07/23/what-ted-cruz-gets-wrong-about-star-trek/?postshare=5021437700692026

star trek

 

 

 

 

Conheça e curta a página da W21Mercurion no Facebook, onde assuntos ou temas que fazem parte (direta ou indiretamente) das nossas atividades: tecnologia, Internet, design, arte, fotografia, mídias sociais, mobile, tendências e comportamentos são citados a partir de fontes da Internet para formar um corpo coerente. Diferentes tempos, diferentes temas, diferentes fontes, conversando sincronicamente, organizados de forma singular mas permitindo uma leitura plural. Quase uma revista é possivelmente o mesmo conceito.
O conte√ļdo n√£o √© um ponto de partida mas um ponto de chegada.


Postado em Cinema, Comportamento e com a tag , em .

Muito al√©m do jardim – na cracol√Ęndia com Kobra

Dos muros para as galerias.
Da beleza para a denuncia.
A nova a√ß√£o engajada de um dos mais originais “grafiteiros”. Com um conceito gr√°fico muito pr√≥prio e muito POP.

kobra_john lennon

 

http://sao-paulo.estadao.com.br/blogs/edison-veiga/na-cracolandia-kobra-comeca-a-mostrar-sp/

 

Conheça e curta a página da W21Mercurion no Facebook, onde assuntos ou temas que fazem parte (direta ou indiretamente) das nossas atividades: tecnologia, Internet, design, arte, fotografia, mídias sociais, mobile, tendências e comportamentos são citados a partir de fontes da Internet para formar um corpo coerente. Diferentes tempos, diferentes temas, diferentes fontes, conversando sincronicamente, organizados de forma singular mas permitindo uma leitura plural. Quase uma revista é possivelmente o mesmo conceito.
O conte√ļdo n√£o √© um ponto de partida mas um ponto de chegada.


Postado em Arte, Comportamento, Street art / interven√ß√Ķes urbanas e com a tag , , em .

O que dizem estas imagens, sobre a mulher?

100 anos de uso da imagem da mulher branca pela publicidade americana.
A mensagem publicitária sem o componente linguístico.
O que dizem estas imagens, sobre a mulher?
A cultura n√£o √© um sistema imotivado de significa√ß√Ķes.
De significa√ß√Ķes e comunica√ß√Ķes.
A significação depende tanto do emissor da comunicação, como do arsenal de leitura do receptor. Suas reservas (bancárias) de leitura.
Tudo, afinal, tem em maior ou menor grau, muitos sentidos.
Indo: do subjetivo ao social.
Do social ao subjetivo.
√Č como damos sentido √†s coisas.
O que dizem estas imagens, sobre a mulher?

Hank Willis Thomas
Jack Shainman Gallery – NY

sobre amulher_w21mercurion

 

Conheça e curta a página da W21Mercurion no Facebook, onde assuntos ou temas que fazem parte (direta ou indiretamente) das nossas atividades: tecnologia, Internet, design, arte, fotografia, mídias sociais, mobile, tendências e comportamentos são citados a partir de fontes da Internet para formar um corpo coerente. Diferentes tempos, diferentes temas, diferentes fontes, conversando sincronicamente, organizados de forma singular mas permitindo uma leitura plural. Quase uma revista e possivelmente o mesmo conceito.
O conte√ļdo n√£o √© um ponto de partida mas um ponto de chegada.


Postado em Comportamento, Fotografia, Propaganda e com a tag , , , em .

A juventude que esta brisa canta

A fotografia perturbadora do russo Andrew V. Pashis.

Andrew V. Pashis

 

Conhe√ßa e curta a p√°gina da W21Mercurion no Facebook, onde assuntos ou temas que fazem parte (direta ou indiretamente) das nossas atividades: tecnologia, Internet, design, arte, fotografia, m√≠dias sociais, mobile, tend√™ncias e comportamentos s√£o citados a partir de fontes da Internet para formar um corpo coerente. Diferentes tempos, diferentes temas, diferentes fontes, conversando sincronicamente, organizados de forma singular mas permitindo uma leitura plural. Quase uma revista e possivelmente o mesmo conceito. O conte√ļdo n√£o √© um ponto de partida mas um ponto de chegada


Postado em Comportamento, Fotografia e com a tag , em .

Aero Willys 2600

Depois do Bi (no futebol) tudo era euforia em 1962, embora Jango não governasse devido a minoria no Congresso. Logo viria a crise dos mísseis e a exacerbação da Guerra Fria.
Como consequência dos fatores externos e internos, em menos de 2 anos, o Golpe de 64. E 20 anos de Ditadura.
Na “ingenuidade” da foto jornal√≠stica a “mitologiza√ß√£o” dos temas nacionais: futebol, mulher e a ascens√£o social (mesmo que pelo esporte).

PeleMissJofre_580

Curadoria de fotografia: Arquivo Estad√£o

Conheça e curta a página da W21Mercurion no Facebook, onde assuntos ou temas que fazem parte (direta ou indiretamente) das nossas atividades: tecnologia, Internet, design, arte, fotografia, mídias sociais, mobile, tendências e comportamentos são citados a partir de fontes da Internet para formar um corpo coerente. Diferentes tempos, diferentes temas, diferentes fontes, conversando sincronicamente, organizados de forma singular mas permitindo uma leitura plural. Quase uma revista e possivelmente o mesmo conceito.
O conte√ļdo n√£o √© um ponto de partida mas um ponto de chegada.

 

 


Postado em Comportamento, Fotografia, Jornalismo e com a tag , em .

Eu Cavo, Tu Cavas, Ele Cava, Nós Cavamos, Vós Cavais, Eles Cavam. Não é bonito, nem rima, mas é profundo…

barao de itarare_w21mercurion

 

 

 

 

 

 

 

 

O humor sarcástico, quase cruel, das frases do Barão de Itararé. Bem Brasil.
A vida seria trágica, se não fosse engraçada.
Ou seria: a vida seria engraçada se não fosse trágica?

http://www.revistabula.com/1557-40-frases-impagaveis-barao-de-itarare/

 

Conheça e curta a página da W21Mercurion no Facebook, onde assuntos ou temas que fazem parte (direta ou indiretamente) das nossas atividades: tecnologia, Internet, design, arte, fotografia, mídias sociais, mobile, tendências e comportamentos são citados a partir de fontes da Internet para formar um corpo coerente. Diferentes tempos, diferentes temas, diferentes fontes, conversando sincronicamente, organizados de forma singular mas permitindo uma leitura plural. Quase uma revista e possivelmente o mesmo conceito.
O conte√ļdo n√£o √© um ponto de partida mas um ponto de chegada


Postado em Comportamento e com a tag , em .

O que dizem estas imagens, sobre a mulher

100 anos de uso da imagem da mulher branca pela publicidade americana.
A mensagem publicitária sem o componente linguístico.
O que dizem estas imagens, sobre a mulher?
A cultura n√£o √© um sistema imotivado de significa√ß√Ķes.
De significa√ß√Ķes e comunica√ß√Ķes.
A significação depende tanto do emissor da comunicação, como do arsenal de leitura do receptor. Suas reservas (bancárias) de leitura.
Tudo, afinal, tem em maior ou menor grau, muitos sentidos.
Indo: do subjetivo ao social.
Do social ao subjetivo.
√Č como damos sentido √†s coisas.
O que dizem estas imagens, sobre a mulher?

Hank Willis Thomas
Jack Shainman Gallery – NY

1933

1933

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Conhe√ßa e curta a p√°gina da W21Mercurion no Facebook, onde assuntos ou temas que fazem parte (direta ou indiretamente) das nossas atividades: tecnologia, Internet, design, arte, fotografia, m√≠dias sociais, mobile, tend√™ncias e comportamentos s√£o citados a partir de fontes da Internet para formar um corpo coerente. Diferentes tempos, diferentes temas, diferentes fontes, conversando sincronicamente, organizados de forma singular mas permitindo uma leitura plural. Quase uma revista e possivelmente o mesmo conceito.¬†O conte√ļdo n√£o √© um ponto de partida mas um ponto de chegada.


Postado em Comportamento, Cultura, Propaganda e com a tag , , em .

O que dizem estas imagens, sobre a mulher?

100 anos de uso da imagem da mulher branca pela publicidade americana.
A mensagem publicitária sem o componente linguístico.
O que dizem estas imagens, sobre a mulher?
A cultura n√£o √© um sistema imotivado de significa√ß√Ķes.
De significa√ß√Ķes e comunica√ß√Ķes.
A significação depende tanto do emissor da comunicação, como do arsenal de leitura do receptor. Suas reservas (bancárias) de leitura.
Tudo, afinal, tem em maior ou menor grau, muitos sentidos.
Indo: do subjetivo ao social.
Do social ao subjetivo.
√Č como damos sentido √†s coisas.
O que dizem estas imagens, sobre a mulher?

Hank Willis Thomas
Jack Shainman Gallery – NY

1917

1917

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Conhe√ßa e curta a p√°gina da W21Mercurion no Facebook, onde assuntos ou temas que fazem parte (direta ou indiretamente) das nossas atividades: tecnologia, Internet, design, arte, fotografia, m√≠dias sociais, mobile, tend√™ncias e comportamentos s√£o citados a partir de fontes da Internet para formar um corpo coerente. Diferentes tempos, diferentes temas, diferentes fontes, conversando sincronicamente, organizados de forma singular mas permitindo uma leitura plural. Quase uma revista e possivelmente o mesmo conceito.¬†O conte√ļdo n√£o √© um ponto de partida mas um ponto de chegada.

 


Postado em Comportamento, Cultura, Propaganda e com a tag , , , em .

Anos rebeldes

Nos interessa os anos 60, quando a comunicação é massivamente unidirecional (predomínio da TV aberta com poucos canais, 3 ou 4 revistas/jornais com tiragem enorme e cobertura nacional).
A mídia de massa por excelência.
De uma maneira mais ou menos √ļnica de se comportar, surge uma gera√ß√£o rebelde, que contesta o estabelecido. A forma e o conte√ļdo do estabelecido. Modificando definitivamente a maneira de se sentir e pereceber as coisas.
Os anos 60 (no ocidente capitalista) mudaram o mundo.
Tudo muito diferentes dos tempos atuais onde a informa√ß√£o √© multidirecional. Onde eu compartilho, tu compartilhas, ….., eles compartilham.
Da mídia de massa para uma massa de mídias.
Que estética e comportamentos se produzirão a partir desta massa de mídias?

Janis Joplin - 1969

Janis Joplin – 1969

Conheça e curta a página da W21Mercurion no Facebook, onde assuntos ou temas que fazem parte (direta ou indiretamente) das nossas atividades: tecnologia, Internet, design, arte, fotografia, mídias sociais, mobile, tendências e comportamentos são citados a partir de fontes da Internet para formar um corpo coerente. Diferentes tempos, diferentes temas, diferentes fontes, conversando sincronicamente, organizados de forma singular mas permitindo uma leitura plural. Quase uma revista é possivelmente o mesmo conceito.
O conte√ļdo n√£o √© um ponto de partida mas um ponto de chegada.

 

 


Postado em Comportamento, Cultura, Internet/Web, m√ļsica, Redes Sociais e com a tag , , , , em .

O primeiro grafite: h√° 39.900 anos

O tempo-espa√ßo come√ßou a 13 bilh√Ķes de anos (o Big Bang).
O Sol e a Terra se formaram h√° 4,5 bilh√Ķes de anos.
Os macacos apareceram h√° 6 ou 7 milh√Ķes de anos.
O g√™nero Homo apareceu h√° 2,5 milh√Ķes de anos.
H√° 1,8 milh√Ķes o Homo Erectus.
H√° 70 mil o Homo Sapiens.
A melhor maneira de se expressar é docorar a si mesmo. Mas até há 50.000 anos atrás, ninguém tinha sentido esta necessidade. Depois disso, os humanos modernos passaram a se comportar de um modo completamente diferente de seus ancestrais. Foi o nascimento da cultura. Ou o Big Bang da consciência.
Há 39.900 o grafite: eu existo culturalmente, como linguagem, fora de mím.

grafite_39900AC

 

 

Conheça e curta a página da W21Mercurion no Facebook, onde assuntos ou temas que fazem parte (direta ou indiretamente) das nossas atividades: tecnologia, Internet, design, arte, fotografia, mídias sociais, mobile, tendências e comportamentos são citados a partir de fontes da Internet para formar um corpo coerente. Diferentes tempos, diferentes temas, diferentes fontes, conversando sincronicamente, organizados de forma singular mas permitindo uma leitura plural. Quase uma revista e possivelmente o mesmo conceito.
O conte√ļdo n√£o √© um ponto de partida mas um ponto de chegada.

 

 


Postado em Comportamento, Cultura e com a tag em .