Arquivos da categoria: Ilustração

"Kurt
Kurt Schwitters – 1920.

 

A jornada de um jornal
Um senhor toma um bonde depois de comprar um
jornal
e colocá-lo em baixo do braço.
Meia hora mais tarde desce com o mesmo
jornal
em baixo do mesmo braço.
Mas já não é o mesmo
jornal,
agora é um monte de
folhas impressas
que o senhor abandona em um banco de praça.
Tão logo só no banco da praça o monte de
folhas impressas
se converte novamente em
jornal,
até que um rapaz o veja,
o leia, o deixe convertido num monte de
folhas impressas.
Tão logo só no banco da praça o monte de
folhas impressas
se converte novamente em
jornal,
até que uma senhora o
encontre, o leia, e o deixe convertido em um monte de
folhas impressas.
Mas
ela o leva para a sua casa e no caminho o usa para empacotar meio quilo de acelga,
que é para que servem os
jornais
depois destas excitantes metamorfoses.

FIM.

    Conhe√ßa, curta e compartilhe a p√°gina da W21Mercurion no Facebook, onde assuntos ou temas que fazem parte (direta ou indiretamente) das nossas atividades: tecnologia, Internet, design, arte, fotografia, m√≠dias sociais, mobile, tend√™ncias e comportamentos s√£o citados a partir de fontes da Internet para formar um corpo coerente. Diferentes tempos, diferentes temas, diferentes fontes, conversando sincronicamente, organizados de forma singular mas permitindo uma leitura plural. Quase uma revista e possivelmente o mesmo conceito. O conte√ļdo n√£o √© um ponto de partida mas um ponto de chegada.

 

Revisitando Dr. Mill√īr – Psicanalista

Phobia
é
um medo
com
PhB

 

psicanalista

    Conhe√ßa e curta a p√°gina da W21Mercurion no Facebook, onde assuntos ou temas que fazem parte (direta ou indiretamente) das nossas atividades: tecnologia, Internet, design, arte, fotografia, m√≠dias sociais, mobile, tend√™ncias e comportamentos s√£o citados a partir de fontes da Internet para formar um corpo coerente. Diferentes tempos, diferentes temas, diferentes fontes, conversando sincronicamente, organizados de forma singular mas permitindo uma leitura plural. Quase uma revista e possivelmente o mesmo conceito. O conte√ļdo n√£o √© um ponto de partida mas um ponto de chegada.

 


Postado em Comedy, Cultura, Design, Ilustração, Quadrinhos e com a tag , em .

Intoler√Ęncias – Cort√°zar para ler no celular

2015 – 100 anos de Cort√°zar
Ultimo Round – 1969

Intoler√Ęncias

intolerancias 1

Nunca pude tolerar bocejos, sobretudo na boca de um agente de pol√≠cia. √Č mais forte do que eu, se numa esquina vejo um policial bocejar, me acerco dele e lhe dou destas bofetadas de ida e volta que se parecem com o bater de asas de uma pomba. Isto j√° me custou tr√™s costelas fraturadas e um total de quinze meses de pris√£o, sem contar chutes e outros machucados. Mas n√£o est√° em mim impedir isto, e a √ļnica maneira de se evitar tantas desgra√ßas √© cruzar apenas com policiais que amam o seu trabalho e se mant√™m totalmente focados no controle do tr√°fego.

Com padres, √© ainda pior, porque quando surpreendo um padre bocejando minha indigna√ß√£o ultrapassa todos os limites. Vou √† missa o mais que posso, e das primeiras filas vigio atentamente o oficiante. Se o surpreendo bocejando no momento da eleva√ß√£o, como j√° ocorreu duas vezes, algo mais forte que eu me precipita altar a cima, e nem queiram saber o resto. Existem volumosos relatos na c√ļria, e em algumas igrejas sou an√°tema e defenestra√ß√£o apenas me aproximo do n√°rtex.

Eu pessoalmente adoro bocejar, porque é higiênico, meus olhos se enchem de lágrimas que arrastam consigo numerosas impurezas. Mas jamais se me ocorreria fazê-lo enquanto espero, com o bloco de estenografia nas mãos, que o senhor Rosenthal me dite uma dessas cartas onde ele nega alguma coisa com melosa verborragia. Às vezes tenho a impressão que o senhor Rosenthal se preocupa com o fato de que eu não boceje, porque minha concentração no trabalho o tem obrigado a aumentar o meu salário.

intolerancias 2Estou quase seguro de que se alguma vez se me escapasse um bocejo, o senhor Rosenthal ficaria mudo e agradecido, visto que tanto interesse profissional o inquieta. Mas, eu dissimulo minuciosamente os bocejos que a partir das quatro e meia da tarde se precipitam no meu palato e garganta; por isso, se ao sair, vejo bocejar um policial, n√£o posso conter a indigna√ß√£o e me precipito a dar-lhe bofetadas.¬† √Č curioso, mas o fa√ßo sem o menor prazer, um pouco como se nesse momento eu fosse o senhor Rosenthal e ao mesmo tempo o policial, ou seja, como se o senhor Rosenthal estivesse me esbofeteando em plena rua.

Quase prefiro os pontapés e o calabouço, ou a excomunhão, quando é um padre, porque então se trata de mim, unicamente de mim, do que nesses episódios em que ninguém sabe bem, quem é quem.

 

Texto: Intoler√Ęncias de O √öltimo Round (Julio Cort√°zar)

Ilustra√ß√Ķes: Jean-Michel Folon

 

 

Conheça e curta a página da W21Mercurion no Facebook, onde assuntos ou temas que fazem parte (direta ou indiretamente) das nossas atividades: tecnologia, Internet, design, arte, fotografia, mídias sociais, mobile, tendências e comportamentos são citados a partir de fontes da Internet para formar um corpo coerente. Diferentes tempos, diferentes temas, diferentes fontes, conversando sincronicamente, organizados de forma singular mas permitindo uma leitura plural. Quase uma revista e possivelmente o mesmo conceito.
O conte√ļdo n√£o √© um ponto de partida mas um ponto de chegada.


Postado em Ilustração, Literatura em .

Como viver com mistérios na era do conhecimento

Mimmo Paladine para Ulysses de James Joyce

Mimmo Paladine para Ulysses de James Joyce

.

.

.

.

.

eu

(n√£o)

sou

(n√£o)

eu

.

.

 

 

(A partir de uma resenha crítica sobre Jacob Needleman e a oposição entre duas verdades).

Conheça e curta a página da W21Mercurion no Facebook, onde assuntos ou temas que fazem parte (direta ou indiretamente) das nossas atividades: tecnologia, Internet, design, arte, fotografia, mídias sociais, mobile, tendências e comportamentos são citados a partir de fontes da Internet para formar um corpo coerente. Diferentes tempos, diferentes temas, diferentes fontes, conversando sincronicamente, organizados de forma singular mas permitindo uma leitura plural. Quase uma revista e possivelmente o mesmo conceito.
O conte√ļdo n√£o √© um ponto de partida mas um ponto de chegada.


Postado em Arte, Cultura, Ilustração em .

The light side of the moon

O estilo pessoal (meio ing√™nuo, meio retr√ī) do ilustrador Luciano Lozano Aka.
De Barcelona – Espanha.

Luciano Lozano Aka

Conhe√ßa e curta a p√°gina da W21Mercurion no Facebook, onde assuntos ou temas que fazem parte (direta ou indiretamente) das nossas atividades: tecnologia, Internet, design, arte, fotografia, m√≠dias sociais, mobile, tend√™ncias e comportamentos s√£o citados a partir de fontes da Internet para formar um corpo coerente. Diferentes tempos, diferentes temas, diferentes fontes, conversando sincronicamente, organizados de forma singular mas permitindo uma leitura plural. Quase uma revista √© possivelmente o mesmo conceito. O conte√ļdo n√£o √© um ponto de partida mas um ponto de chegada.


Postado em Design gráfico, Ilustração e com a tag , em .

O papel da linguagem na linguagem de pepal

Arte em papel.
Cen√°rios em papel recortado ou dobrado.
Katrin Rodegast √© ilustradora e designer gr√°fico baseada em Berlin. Suas ilustra√ß√Ķes em papel tem aparecido nas principais revistas do mundo.

katrin rodegast_w21mercurion

 

Conheça e curta a página da W21Mercurion no Facebook, onde assuntos ou temas que fazem parte (direta ou indiretamente) das nossas atividades: tecnologia, Internet, design, arte, fotografia, mídias sociais, mobile, tendências e comportamentos são citados a partir de fontes da Internet para formar um corpo coerente. Diferentes tempos, diferentes temas, diferentes fontes, conversando sincronicamente, organizados de forma singular mas permitindo uma leitura plural. Quase uma revista é possivelmente o mesmo conceito.
O conte√ļdo n√£o √© um ponto de partida mas um ponto de chegada.


Postado em Arte, Design gráfico, Ilustração e com a tag , , em .

A resposta do “cartoon” em tempos de redes sociais

Algumas respostas do “cartoon” ao ataque ao Charlie Hebdo em tempos de Internet/Web.

Curadoria: Juxtapoz Magazine

 

Ann Tenaes para o Washington Post

Ann Tenaes para o Washington Post

Conheça e curta a página da W21Mercurion no Facebook, onde assuntos ou temas que fazem parte (direta ou indiretamente) das nossas atividades: tecnologia, Internet, design, arte, fotografia, mídias sociais, mobile, tendências e comportamentos são citados a partir de fontes da Internet para formar um corpo coerente. Diferentes tempos, diferentes temas, diferentes fontes, conversando sincronicamente, organizados de forma singular mas permitindo uma leitura plural. Quase uma revista é possivelmente o mesmo conceito.
O conte√ļdo n√£o √© um ponto de partida mas um ponto de chegada.


Postado em Cultura, Design gráfico, Ilustração e com a tag , , em .

A resposta do “cartoon” em tempos de redes sociais

Algumas respostas do “cartoon” ao ataque ao Charlie Hebdo em tempos de Internet/Web.

Curadoria: Juxtapoz Magazine

 

Tom Ungerer

Tom Ungerer

Conheça e curta a página da W21Mercurion no Facebook, onde assuntos ou temas que fazem parte (direta ou indiretamente) das nossas atividades: tecnologia, Internet, design, arte, fotografia, mídias sociais, mobile, tendências e comportamentos são citados a partir de fontes da Internet para formar um corpo coerente. Diferentes tempos, diferentes temas, diferentes fontes, conversando sincronicamente, organizados de forma singular mas permitindo uma leitura plural. Quase uma revista é possivelmente o mesmo conceito.
O conte√ļdo n√£o √© um ponto de partida mas um ponto de chegada.


Postado em Cultura, Design gráfico, Ilustração e com a tag , , em .

A resposta do “cartoon” em tempos de redes sociais

Algumas respostas do “cartoon” ao ataque ao Charlie Hebdo em tempos de Internet/Web.

Curadoria: Juxtapoz Magazine

 

Jean Julien

Jean Julien

Conheça e curta a página da W21Mercurion no Facebook, onde assuntos ou temas que fazem parte (direta ou indiretamente) das nossas atividades: tecnologia, Internet, design, arte, fotografia, mídias sociais, mobile, tendências e comportamentos são citados a partir de fontes da Internet para formar um corpo coerente. Diferentes tempos, diferentes temas, diferentes fontes, conversando sincronicamente, organizados de forma singular mas permitindo uma leitura plural. Quase uma revista é possivelmente o mesmo conceito.
O conte√ļdo n√£o √© um ponto de partida mas um ponto de chegada.


Postado em Cultura, Design gráfico, Ilustração, Sem categoria e com a tag , , em .

A resposta do “cartoon” em tempos de redes sociais

Algumas respostas do “cartoon” ao ataque ao Charlie Hebdo em tempos de Internet/Web.

Curadoria: Juxtapoz Magazine

 

MATT para o The Telegraph

MATT para o The Telegraph

Conheça e curta a página da W21Mercurion no Facebook, onde assuntos ou temas que fazem parte (direta ou indiretamente) das nossas atividades: tecnologia, Internet, design, arte, fotografia, mídias sociais, mobile, tendências e comportamentos são citados a partir de fontes da Internet para formar um corpo coerente. Diferentes tempos, diferentes temas, diferentes fontes, conversando sincronicamente, organizados de forma singular mas permitindo uma leitura plural. Quase uma revista é possivelmente o mesmo conceito.
O conte√ļdo n√£o √© um ponto de partida mas um ponto de chegada.


Postado em Cultura, Design gráfico, Ilustração e com a tag , , em .