Arquivos da categoria: Redes Sociais

“Nunca se leu tanto jornal, hoje as pessoas leem jornal o dia todo.”

Mesmo que a divulgação de notícias e informações migrem para as redes sociais, como está efetivamente acontecendo, por meio de curadoria, agregação dos conteúdos, ou editorias, resta a saber quem vai pagar pela geração das informações originais, e como. Aquelas que serão divulgadas – posteriormente, pelos mecanismos sociais. Mais ou menos como estamos fazendo aqui, neste blog, meio revista que se propaga via Facebook e Twitter.
Veja a notícia, do jornal, abaixo:
http://economia.estadao.com.br/noticias/geral,meio-digital-amplia-audiencia-dos-jornais,1775863
Hoje, Google, Yahoo, Facebook e Microsoft (as grandes paltaformas que controlam a Internet/Web) ficam com o grosso das receitas publicitárias. Pouco vai para as empresas de jornalismo que ainda dependem das receitas off-line para gerar as notícias e seu contexto. E quando estas desaparecerem (as receitas)?

imprensa no lixo

Conheça e curta a página da W21Mercurion no Facebook, onde assuntos ou temas que fazem parte (direta ou indiretamente) das nossas atividades: tecnologia, Internet, design, arte, fotografia, mídias sociais, mobile, tendências e comportamentos são citados a partir de fontes da Internet para formar um corpo coerente. Diferentes tempos, diferentes temas, diferentes fontes, conversando sincronicamente, organizados de forma singular mas permitindo uma leitura plural. Quase uma revista é possivelmente o mesmo conceito.
O conteúdo não é um ponto de partida mas um ponto de chegada.

 


Postado em Comportamento, Jornalismo, mídias Sociais, Redes Sociais, Tecnologia, tendências e com a tag , , , , , em .

Anos rebeldes

Nos interessa os anos 60, quando a comunicação é massivamente unidirecional (predomínio da TV aberta com poucos canais, 3 ou 4 revistas/jornais com tiragem enorme e cobertura nacional).
A mídia de massa por excelência.
De uma maneira mais ou menos única de se comportar, surge uma geração rebelde, que contesta o estabelecido. A forma e o conteúdo do estabelecido. Modificando definitivamente a maneira de se sentir e pereceber as coisas.
Os anos 60 (no ocidente capitalista) mudaram o mundo.
Tudo muito diferentes dos tempos atuais onde a informação é multidirecional. Onde eu compartilho, tu compartilhas, ….., eles compartilham.
Da mídia de massa para uma massa de mídias.
Que estética e comportamentos se produzirão a partir desta massa de mídias?

Janis Joplin - 1969

Janis Joplin – 1969

Conheça e curta a página da W21Mercurion no Facebook, onde assuntos ou temas que fazem parte (direta ou indiretamente) das nossas atividades: tecnologia, Internet, design, arte, fotografia, mídias sociais, mobile, tendências e comportamentos são citados a partir de fontes da Internet para formar um corpo coerente. Diferentes tempos, diferentes temas, diferentes fontes, conversando sincronicamente, organizados de forma singular mas permitindo uma leitura plural. Quase uma revista é possivelmente o mesmo conceito.
O conteúdo não é um ponto de partida mas um ponto de chegada.

 

 


Postado em Comportamento, Cultura, Internet/Web, música, Redes Sociais e com a tag , , , , em .

A informação não quer ser grátis/livre.

A arte de entretenimento foi do folk (arte popular, amadora) à indústria cultural (broacasting) e desta à comunicação em rede, onde quem gosta: compartilha. Para milhares.
Possível porquê Internet/Web libertou os conteúdos dos seus suportes materiais: o CD, o cassete, o papel.
Compartilhar é um ato de produção cultural.
Mais:
Bens materiais são diferentes de bens imateriais.
Conteúdos são bens imateriais, onde, com a Internet/Web:
Рcopiar ṇo altera o original
Рo custo marginal de reprodṳ̣o ̩ zero
Bens imateriais (conteúdos) não sofrem escassez: podem ser copiados e reproduzidos infinitamente.
Isto afeta dramaticamente o modelo de negócio da indústria de conteúdo: música, jornalismo, fotografia, cinema, livros.
Dilema para quem vive disto. Mas inevitável tecnologicamente.

http://cultura.estadao.com.br/noticias/geral,a-informacao-nao-quer-ser-gratis-imp-,1600427

 

a informa????o_w21mercurion

 

Conheça e curta a página da W21Mercurion no Facebook, onde assuntos ou temas que fazem parte (direta ou indiretamente) das nossas atividades: tecnologia, Internet, design, arte, fotografia, mídias sociais, mobile, tendências e comportamentos são citados a partir de fontes da Internet para formar um corpo coerente. Diferentes tempos, diferentes temas, diferentes fontes, conversando sincronicamente, organizados de forma singular mas permitindo uma leitura plural. Quase uma revista é possivelmente o mesmo conceito.
O conteúdo não é um ponto de partida mas um ponto de chegada.

 

 


Postado em Interatividade, Jornalismo, Redes Sociais, Tecnologia e com a tag , , , em .

Visite e “curta” o blog da W21Mercurion

Assuntos ou temas que fazem parte (direta ou indiretamente) das nossas atividades: tecnologia, Internet, design, mídias sociais, mobile, tendências e comportamentos são citados a partir de fontes da Internet para formar um corpo coerente. Diferentes tempos, diferentes temas, diferentes fontes, conversando sincronicamente, organizados de forma singular mas permitindo uma leitura plural. Quase uma revista é possivelmente o mesmo conceito.
O conteúdo não é um ponto de partida mas um ponto de chegada.

toda censura e burra_w21mercurion

Viste e “curta” o blog da W21Mercurion

Assuntos ou temas que fazem parte (direta ou indiretamente) das nossas atividades: tecnologia, Internet, design, mídias sociais, mobile, tendências e comportamentos são citados a partir de fontes da Internet para formar um corpo coerente. Diferentes tempos, diferentes temas, diferentes fontes, conversando sincronicamente, organizados de forma singular mas permitindo uma leitura plural. Quase uma revista é possivelmente o mesmo conceito.
O conteúdo não é um ponto de partida mas um ponto de chegada.

o piro cego e o que nao quer ver

Quem vai dar a notícia? E qual notícia?

Mesmo que a divulgação de notícias e informações migrem para as redes sociais, como está acontecendo, por meio de curadoria, agregação dos conteúdos, ou editorias, resta a saber quem vai pagar pela geração das informações originais, e como. Aquelas que serão divulgadas – posteriormente, pelos mecanismos sociais. Mais ou menos como estamos fazendo aqui, neste blog, meio revista que se propaga via Facebook e Twitter.
Hoje, Google, Yahoo, Facebook e Microsoft ficam com o grosso das receitas publicitárias. Pouco vai para as empresas de jornalismo que ainda dependem das receitas off-line para gerar as notícias e seu contexto. E quando estas desaparecerem (as receitas)?

quem vai dar a not??cia_w21mercurion

 

 

Conheça e curta a página da W21Mercurion no Facebook, onde assuntos ou temas que fazem parte (direta ou indiretamente) das nossas atividades: tecnologia, Internet, design, arte, fotografia, mídias sociais, mobile, tendências e comportamentos são citados a partir de fontes da Internet para formar um corpo coerente. Diferentes tempos, diferentes temas, diferentes fontes, conversando sincronicamente, organizados de forma singular mas permitindo uma leitura plural. Quase uma revista é possivelmente o mesmo conceito.
O conteúdo não é um ponto de partida mas um ponto de chegada.


Postado em Jornalismo, Redes Sociais e com a tag , em .

Alguns fatos sobre mídias sociais

1. mídias sociais representam uma pequena parcela da presença digital (10%)
2. Blog têm importância no processo decisório de compra. Muita importância como conteúdo para a marca.
3. As 3 métricas consideradas como as mais importantes são:
– número de “likes” no Facebook
– volume de tráfego no site
Рn̼mero de f̣s no Facebook.
De qualquer modo, a Presença digital requer um plano contínuo (de longo prazo) com ações 365 dias por ano.

 

redes sociais_w21mercurion

 

Conheça e curta a página da W21Mercurion no Facebook, onde assuntos ou temas que fazem parte (direta ou indiretamente) das nossas atividades: tecnologia, Internet, design, arte, fotografia, mídias sociais, mobile, tendências e comportamentos são citados a partir de fontes da Internet para formar um corpo coerente. Diferentes tempos, diferentes temas, diferentes fontes, conversando sincronicamente, organizados de forma singular mas permitindo uma leitura plural. Quase uma revista é possivelmente o mesmo conceito.
O conteúdo não é um ponto de partida mas um ponto de chegada.

 

http://www.jeffbullas.com/2013/03/11/10-insights-on-social-media-and-blogging-influence-new-research/

 


Postado em Propaganda, Redes Sociais e com a tag em .

Efetiv[a]ção: conheça a ferramenta que faz qualquer evento/ação de comunicação, decolar.

Se você cria ações de comunicação e/ou eventos, vai gostar da plataforma de operação que criamos para facilitar a sua vida.
Voc?? pode organizar todos os detalhes da sua ação de comunicação/eventos, mas ?? o engajamento do público que vai definir se ela foi um sucesso ou não.
Imagine uma ferramenta para engajar seu público, aquecê-lo antes da ação de comunicação/evento e mantê-lo ativo depois. Conheça a Efetiv[a]ção.
Efetiv[a]ção é um software criado para facilitar a vida de quem organiza eventos/ações ações de comunicação, independente do tamanho ou complexidade.
Uma plataforma personalizável para cada ocasião. Tem interface simples e intuitiva, fácil de gerenciar, coordenar, planejar e tomar decisões. ?? eficiente para qualquer tipo:
a????es culturais, esportivas, comercias, de incentivo, congressos, festival, convenções, seminários, soirée, cocktail, palestra, entrega de prêmios, e o que mais você imaginar.

efetivacao_w21mercurion

http://pt.slideshare.net/W21Mercurion/effetivao-plataforma-operacional-para-gesto-de-eventos-e-aes-de-comunicao

 

 

 


Postado em Comportamento, Internet/Web, Marketing de conteúdo, mídias Sociais, Redes Sociais, tendências e com a tag , , em .

O que é engajamento?

Falar com o cliente (j??) não basta.
As redes sociais mudaram (para melhor) o modo como os negócios se relacionam com clientes e potenciais clientes.
Clientes (hoje em dia) querem mais que conteúdo relevante, eles querem saber quem está (e o que) está por três de marcas, produtos e serviços.
Clientes querem ser ouvidos, entendidos e palpitar.
A isto, chama-se (hoje em dia), engajamento.

http://www.jeffbullas.com/2011/08/15/combine-email-and-social-for-true-engagement/

 

engajamento_w21mercurion

 

Conheça e curta a página da W21Mercurion no Facebook, onde assuntos ou temas que fazem parte (direta ou indiretamente) das nossas atividades: tecnologia, Internet, design, arte, fotografia, mídias sociais, mobile, tendências e comportamentos são citados a partir de fontes da Internet para formar um corpo coerente. Diferentes tempos, diferentes temas, diferentes fontes, conversando sincronicamente, organizados de forma singular mas permitindo uma leitura plural. Quase uma revista é possivelmente o mesmo conceito.
O conteúdo não é um ponto de partida mas um ponto de chegada


Postado em Propaganda, Redes Sociais, tendências e com a tag , , em .

Como posso ser encontrado?

Como posso ser encontrado na Internet/Web?
A Internet/Web se tornou um mundo gigantesco onde ?? bastante difícil ser encontrado. Quase todos nós quando precisamos encontrar alguma informações recorremos ao Google ou a outras ferramentas de busca. Que, por sua vez, estáo cada vez mais sensíveis (mostram preferencialmente) empresas que Têm uma clara estratégia de conteúdo: qualidade e frequência de bons conteúdos em diferentes plataformas. Site, blog, redes sociais, e-mail marketing, newsletter.

?? como se encontrar uma agulha num palheiro.

?? como se encontrar uma agulha num palheiro.

 

Conheça e curta a página da W21Mercurion no Facebook, onde assuntos ou temas que fazem parte (direta ou indiretamente) das nossas atividades: tecnologia, Internet, design, arte, fotografia, mídias sociais, mobile, tendências e comportamentos são citados a partir de fontes da Internet para formar um corpo coerente. Diferentes tempos, diferentes temas, diferentes fontes, conversando sincronicamente, organizados de forma singular mas permitindo uma leitura plural. Quase uma revista é possivelmente o mesmo conceito.
O conteúdo não é um ponto de partida mas um ponto de chegada.


Postado em Internet/Web, Marketing de conteúdo, Redes Sociais e com a tag , em .