Arquivo da tag: redes sociais

“Nunca se leu tanto jornal, hoje as pessoas leem jornal o dia todo.”

Mesmo que a divulgação de notícias e informações migrem para as redes sociais, como está efetivamente acontecendo, por meio de curadoria, agregação dos conteúdos, ou editorias, resta a saber quem vai pagar pela geração das informações originais, e como. Aquelas que serão divulgadas – posteriormente, pelos mecanismos sociais. Mais ou menos como estamos fazendo aqui, neste blog, meio revista que se propaga via Facebook e Twitter.
Veja a notícia, do jornal, abaixo:
http://economia.estadao.com.br/noticias/geral,meio-digital-amplia-audiencia-dos-jornais,1775863
Hoje, Google, Yahoo, Facebook e Microsoft (as grandes paltaformas que controlam a Internet/Web) ficam com o grosso das receitas publicitárias. Pouco vai para as empresas de jornalismo que ainda dependem das receitas off-line para gerar as notícias e seu contexto. E quando estas desaparecerem (as receitas)?

imprensa no lixo

Conheça e curta a página da W21Mercurion no Facebook, onde assuntos ou temas que fazem parte (direta ou indiretamente) das nossas atividades: tecnologia, Internet, design, arte, fotografia, mídias sociais, mobile, tendências e comportamentos são citados a partir de fontes da Internet para formar um corpo coerente. Diferentes tempos, diferentes temas, diferentes fontes, conversando sincronicamente, organizados de forma singular mas permitindo uma leitura plural. Quase uma revista é possivelmente o mesmo conceito.
O conteúdo não é um ponto de partida mas um ponto de chegada.

 


Postado em Comportamento, Jornalismo, mídias Sociais, Redes Sociais, Tecnologia, tendências e com a tag , , , , , em .

Visite e “curta” o blog da W21Mercurion

Assuntos ou temas que fazem parte (direta ou indiretamente) das nossas atividades: tecnologia, Internet, design, mídias sociais, mobile, tendências e comportamentos são citados a partir de fontes da Internet para formar um corpo coerente. Diferentes tempos, diferentes temas, diferentes fontes, conversando sincronicamente, organizados de forma singular mas permitindo uma leitura plural. Quase uma revista é possivelmente o mesmo conceito.
O conteúdo não é um ponto de partida mas um ponto de chegada.

toda censura e burra_w21mercurion

Viste e “curta” o blog da W21Mercurion

Assuntos ou temas que fazem parte (direta ou indiretamente) das nossas atividades: tecnologia, Internet, design, mídias sociais, mobile, tendências e comportamentos são citados a partir de fontes da Internet para formar um corpo coerente. Diferentes tempos, diferentes temas, diferentes fontes, conversando sincronicamente, organizados de forma singular mas permitindo uma leitura plural. Quase uma revista é possivelmente o mesmo conceito.
O conteúdo não é um ponto de partida mas um ponto de chegada.

o piro cego e o que nao quer ver

O falso como verdadeiro na Internet/Web – um destino?

De 1950 até hoje, a população dos EUA dobrou de tamanho e viu sua economia crescer 7 vezes. A receita dos jornais, neste mesmo período, retornou aos mesmos níveis de 1950. O grosso da queda ocorreu nos últimos 5 anos. Desde o advento da Internet/Web e das redes sociais, como mídia, ou pelo menos, como plataforma da comunicação. Isto quebra fundamentalmente 2 coisas:
1. A amarração que sustentava o modelo de negócio da Grande Imprensa: o conteúdo aliado ao suporte físico que garantia a distribuição ( o papel impresso );
2. O modelo centralizado de definição de como e qual informações seria veiculada.
A Internet/Web e as redes sociais, permitem que um conteúdo seja reproduzido infinitamente e distribuído por qualquer um, a qualquer hora. Levando a segmentação do conteúdo a níveis nunca antes imaginados. Em tese, você recebe o conteúdo que você quer, selecionado e recomendado por alguém em quem você confia.
Em tese, porque na prática, ainda, recebemos um conteúdo sem procedência, descontextualizado, de pessoas não qualificadas para tanto. A qualificação do conteúdo, e sua contextualização, ainda é a função da Imprensa, que pelo visto, não terá receita para continuar exercendo este papel.

o falso na Internet_w21mercurion

 

Conheça e curta a página da W21Mercurion no Facebook, onde assuntos ou temas que fazem parte (direta ou indiretamente) das nossas atividades: tecnologia, Internet, design, arte, fotografia, mídias sociais, mobile, tendências e comportamentos são citados a partir de fontes da Internet para formar um corpo coerente. Diferentes tempos, diferentes temas, diferentes fontes, conversando sincronicamente, organizados de forma singular mas permitindo uma leitura plural. Quase uma revista é possivelmente o mesmo conceito.
O conteúdo não é um ponto de partida mas um ponto de chegada.


Postado em Internet/Web, Jornalismo e com a tag , em .

O que está acontecendo com o website coporativo

Há um declínio maciço e irreversível em visitas a sites corporativos.
Os dados da Webtrends afirmando que quase 70% dos sites corporativos listados pela Fortune 100 têm experimentado declínios de tráfego é certamente um fato, mas não pinta a imagem completa. Estes números só servem para realizar a forma como as pessoas estáo usando outros canais online, principalmente o Twitter e o Facebook, para obter certos tipos de informações ou ter Interações com empresas que costumavam acontecer apenas em sites corporativos.
O fato é que o cliente está “escondido” atrás de um conjunto de mídias bastante diversificado, buscando informações específicas, que são comunicadas melhor conforme as diferentes características operacionais préprias de cada um destes canais.
Vive la difference!

midias sociais_w21mercurion
Conheça e curta a página da W21Mercurion no Facebook, onde assuntos ou temas que fazem parte (direta ou indiretamente) das nossas atividades: tecnologia, Internet, design, arte, fotografia, mídias sociais, mobile, tendências e comportamentos são citados a partir de fontes da Internet para formar um corpo coerente. Diferentes tempos, diferentes temas, diferentes fontes, conversando sincronicamente, organizados de forma singular mas permitindo uma leitura plural. Quase uma revista é possivelmente o mesmo conceito.
O conteúdo não é um ponto de partida mas um ponto de chegada


Postado em Comportamento, Internet/Web, Marketing de conteúdo, tendências e com a tag , , , em .

Estaria o website corporativo morrendo? Рou perdendo a efici̻ncia, como ferramenta de comunica̤̣o do marketing digital.

Megafone da comunicacao_w21mercurion

 

Nos EUA, que nos servem de referência para nos anteciparmos aos acontecimentos – porque é uma economia mais madura e moderna que a nossa; os sites corporativos vem perdendo visitantes, ano após ano. Particularmente nos ambientes de negócio entre empresas, o chamado B-to-B (Business to Business). Uma queda de 23%.
Existem alguns fatos, recentemente medidos:
1. 90% do tráfego de websites corporativos vêm de 10% do conteúdo;
2. 50% do tráfego vem de 0,5% do conteúdo;
3. 60% a 70% do conteúdo é considerado inútil pelos usuários.
Ou seja: não existem muitas raízõe pelas quais Clientes venham aos websites corporativos em busca de informações. Principalmente depois do advento das redes sociais e da percepção de que o marketing digital precisa ser 360o., multi-plataforma, multi-tela, 365 dias/ano.
Neste contexto, as informações relevantes vêm ao Cliente tornando a sua ida até o website corporativo, desnecessária. Logo, queda de volume de tráfego.
O website corporativo está perdendo eficiência como ferramenta de comunicação do marketing digital porque está sendo complementado por outras ferramentas de relacionamento e conteúdo.
Desta maneira, a métrica de crescimento do tráfego em websites corporativos pode não ser a melhor maneira de se medir a eficiência digital de uma empresa. Nem um alvo realista a se perseguir.

http://www.siriusdecisions.com/blog/summit-2013-highlights-inciting-a-b-to-b-content-revolution/

http://www.forbes.com/sites/christinecrandell/2011/01/28/why-your-old-corporate-website-should-die/

http://www.forbes.com/sites/mikalbelicove/2013/09/10/content-marketing-study-suggests-most-content-marketing-doesnt-work/

 
Conheça e curta a página da W21Mercurion no Facebook, onde assuntos ou temas que fazem parte (direta ou indiretamente) das nossas atividades: tecnologia, Internet, design, arte, fotografia, mídias sociais, mobile, tendências e comportamentos são citados a partir de fontes da Internet para formar um corpo coerente. Diferentes tempos, diferentes temas, diferentes fontes, conversando sincronicamente, organizados de forma singular mas permitindo uma leitura plural. Quase uma revista é possivelmente o mesmo conceito.
O conteúdo não é um ponto de partida mas um ponto de chegada

 

 


Postado em Marketing de conteúdo, mídias Sociais, Tecnologia, tendências e com a tag , , , em .

Ladeira a baixo

De 1950 Até hoje, a população dos EUA dobrou de tamanho e viu sua economia crescer 7 vezes. A receita dos jornais, neste mesmo período, retornou aos mesmos níveis de 1950. O grosso da queda ocorreu nos últimos 5 anos. Desde o advento da Internet/Web e das redes sociais, como mídia, ou pelo menos, como plataforma da comunicação. Isto quebra fundamentalmente 2 coisas:
1. A amarração que sustentava o modelo de negócio da Grande Imprensa: o conteúdo aliado ao suporte físico que garantia a distribuição ( o papel impresso );
2. O modelo centralizado de definição de como e qual informações seria veiculada.
A Internet/Web e as redes sociais, permitem que um conteúdo seja reproduzido infinitamente e distribuído por qualquer um, a qualquer hora. Levando a segmentação do conteúdo a níveis nunca antes imaginados. Em tese, você recebe o conteúdo que você quer, selecionado e recomendado por alguém em quem você confia.
Em tese, porque na prática, ainda, recebemos um conteúdo sem procedência, descontextualizado, de pessoas não qualificadas para tanto. A qualificação do conteúdo, e sua contextualização, ainda ?? a função da Imprensa, que pelo visto, não terá receita para continuar exercendo este papel.

http://www.slate.com/blogs/moneybox/2014/04/28/decline_of_newspapers_hits_a_milestone_print_revenue_is_lowest_since_1950.html

Jornal impresso_w21mercurion

 

Conheça e curta a página da W21Mercurion no Facebook, onde assuntos ou temas que fazem parte (direta ou indiretamente) das nossas atividades: tecnologia, Internet, design, arte, fotografia, mídias sociais, mobile, tendências e comportamentos são citados a partir de fontes da Internet para formar um corpo coerente. Diferentes tempos, diferentes temas, diferentes fontes, conversando sincronicamente, organizados de forma singular mas permitindo uma leitura plural. Quase uma revista é possivelmente o mesmo conceito.
O conteúdo não é um ponto de partida mas um ponto de chegada.


Postado em Economia, Internet/Web, Jornalismo e com a tag , , , em .

Quem vai dar a notícia? E qual notícia?

Mesmo que a divulgação de notícias e informações migrem para as redes sociais, como está acontecendo, por meio de curadoria, agregação dos conteúdos, ou editorias, resta a saber quem vai pagar pela geração das informações originais, e como. Aquelas que serão divulgadas – posteriormente, pelos mecanismos sociais. Mais ou menos como estamos fazendo aqui, neste blog, meio revista que se propaga via Facebook e Twitter.
Hoje, Google, Yahoo, Facebook e Microsoft ficam com o grosso das receitas publicitárias. Pouco vai para as empresas de jornalismo que ainda dependem das receitas off-line para gerar as notícias e seu contexto. E quando estas desaparecerem (as receitas)?

quem vai dar a not??cia_w21mercurion

 

 

Conheça e curta a página da W21Mercurion no Facebook, onde assuntos ou temas que fazem parte (direta ou indiretamente) das nossas atividades: tecnologia, Internet, design, arte, fotografia, mídias sociais, mobile, tendências e comportamentos são citados a partir de fontes da Internet para formar um corpo coerente. Diferentes tempos, diferentes temas, diferentes fontes, conversando sincronicamente, organizados de forma singular mas permitindo uma leitura plural. Quase uma revista é possivelmente o mesmo conceito.
O conteúdo não é um ponto de partida mas um ponto de chegada.


Postado em Jornalismo, Redes Sociais e com a tag , em .

Alguns fatos sobre mídias sociais

1. mídias sociais representam uma pequena parcela da presença digital (10%)
2. Blog têm importância no processo decisório de compra. Muita importância como conteúdo para a marca.
3. As 3 métricas consideradas como as mais importantes são:
– número de “likes” no Facebook
– volume de tráfego no site
Рn̼mero de f̣s no Facebook.
De qualquer modo, a Presença digital requer um plano contínuo (de longo prazo) com ações 365 dias por ano.

 

redes sociais_w21mercurion

 

Conheça e curta a página da W21Mercurion no Facebook, onde assuntos ou temas que fazem parte (direta ou indiretamente) das nossas atividades: tecnologia, Internet, design, arte, fotografia, mídias sociais, mobile, tendências e comportamentos são citados a partir de fontes da Internet para formar um corpo coerente. Diferentes tempos, diferentes temas, diferentes fontes, conversando sincronicamente, organizados de forma singular mas permitindo uma leitura plural. Quase uma revista é possivelmente o mesmo conceito.
O conteúdo não é um ponto de partida mas um ponto de chegada.

 

http://www.jeffbullas.com/2013/03/11/10-insights-on-social-media-and-blogging-influence-new-research/

 


Postado em Propaganda, Redes Sociais e com a tag em .

Efetiv[a]ção: conheça a ferramenta que faz qualquer evento/ação de comunicação, decolar.

Se você cria ações de comunicação e/ou eventos, vai gostar da plataforma de operação que criamos para facilitar a sua vida.
Voc?? pode organizar todos os detalhes da sua ação de comunicação/eventos, mas ?? o engajamento do público que vai definir se ela foi um sucesso ou não.
Imagine uma ferramenta para engajar seu público, aquecê-lo antes da ação de comunicação/evento e mantê-lo ativo depois. Conheça a Efetiv[a]ção.
Efetiv[a]ção é um software criado para facilitar a vida de quem organiza eventos/ações ações de comunicação, independente do tamanho ou complexidade.
Uma plataforma personalizável para cada ocasião. Tem interface simples e intuitiva, fácil de gerenciar, coordenar, planejar e tomar decisões. ?? eficiente para qualquer tipo:
a????es culturais, esportivas, comercias, de incentivo, congressos, festival, convenções, seminários, soirée, cocktail, palestra, entrega de prêmios, e o que mais você imaginar.

efetivacao_w21mercurion

http://pt.slideshare.net/W21Mercurion/effetivao-plataforma-operacional-para-gesto-de-eventos-e-aes-de-comunicao

 

 

 


Postado em Comportamento, Internet/Web, Marketing de conteúdo, mídias Sociais, Redes Sociais, tendências e com a tag , , em .